Butiá promove Audiência Pública em Defesa da Duplicação da BR-290

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 
 

Durante a manhã desta segunda-feira (11), no Butiá Tênis Clube, as frentes parlamentares Federal, Estadual e Regional, junto com as Associações dos Municípios da Região Carbonífera (ASMURC), Associação das Câmaras de Vereadores da Região Carbonífera (ACVERC), Consórcio Intermunicipal da Região Carbonífera e Associação dos Municípios do Vale do Rio Pardo (AMVARP), realizaram Audiência Pública em defesa da duplicação da BR-290.


O Prefeito de Butiá, Daniel Almeida, manifestou-se na defesa da duplicação da rodovia, lembrando no seu discurso, inclusive, fatalidades que já ocorreram nos últimos anos e reivindicando uma ação imediata para que novos acidentes, que acontecem quase diariamente, sejam evitados.

“Falar que a duplicação da BR-290 é importante para o desenvolvimento da região, é chover no molhado. O que precisamos ressaltar agora é que esta duplicação hoje, já tem outro significado, porque a cada mês nós perdemos butiaenses. Perdemos um familiares, amigos, pessoas queridas da nossa comunidade. Nós queremos pedir que o Governo Federal passe a olhar para estes município que margeiam a BR-290. Também quero destacar que necessitamos de uma ação imediata e que, com a ajuda dos deputados federais, podemos colocar esta via em um estado de prioridade”, concluiu Almeida.

O Chefe substituto da Policia Rodoviária Federal, Felipe Barth, também salientou a necessidade da duplicação da via, destacando a importância da continuidade das obras, uma vez iniciadas.

“A obra é muito importante, mas também não podemos esquecer que depois de iniciada, é necessário terminar o quanto antes, pois a obra em andamento aumenta demais os índices de acidentes. Então entendo que este é mais um argumento em defesa desta duplicação, pois já que começou, é prudente terminar logo”, finalizou Felipe Barth.

Os prefeitos das cidades que dialogam com a BR-290 se mobilizam para acelerar a obra de duplicação, entre Eldorado do Sul e Pantano Grande. As entidades pretendem manter encontros com deputados federais e senadores da Bancada Gaúcha para solicitar que intercedam no Ministério dos Transportes com o intuito de pressionar pela liberação da verba necessária para a conclusão dos trabalhos, iniciados em 2014. A questão também será levada à Federação das Associações de Municípios do RS (Famurs).

Nos lotes 1 (entre o km 112,3, no entroncamento da BR 290 com a BR 116, em Eldorado do Sul, e o km 142, no acesso para Charqueadas e São Jerônimo) e 4 (do km 215, no perímetro urbano de Pantano Grande, até o km 228 da rodovia), as obras continuam porque o recurso já foi orçado e empenhado, mas as intervenções se arrastam com lentidão. Já nos lotes 2 e 3, não há trabalho em execução por falta de verba. O trecho total é de 115,7 quilômetros.

Prefeitura Municipal de Butiá - Rua do Comércio, 590 - Bairro Centro - Butiá - RS